Facebook RSS
Home Gastronomia Champagne Dom Pérignon Vintage 2002 – Gastronomia
formats

Champagne Dom Pérignon Vintage 2002 – Gastronomia

CHAMPAGNE DOM PERIGNON VINTAGE 2002

Com a proximidade das festas de fim de ano, principalmente o Reveillon os champagnes ganham mais destaques e passam a serem itens essenciais. Hoje no blog da Minasmáquinas vamos falar sobre um dos melhores espumantes do mundo, o Champagne Dom Pérignon Vintage 2002.

O Dom Pérignon Vintage 2002 reúne características e personalidade marcantes, que o tornam um champagne especial e único.

O lançamento de uma nova safra é o clímax, após anos de árduo trabalho, tanto nos vinhedos quanto nas adegas, durante o descanso dos barris. O fato do Vintage 2002 estar sendo aclamado pela crítica especializada é uma motivação especial e uma espécie de recompensa para o mestre de caves, Richard Geoffroy, e seus colaboradores.

Um champagne é considerado Vintage, quando atende a algumas condições obrigatórias. Sua safra deve ser ter sido perfeita, com condições climáticas ótimas e precisas. Após a extração, o champagne deve envelhecer por pelo menos 7 anos antes de seu lançamento. Além disso, características marcantes como a fragilidade e sua personalidade devem refletir os aspectos de sua safra.

A safra de 2002 contou com um período primaveril quente e seco, com insignificantes geadas, e a floração das parreiras beirou a perfeição. O verão foi marcado por longos dias ensolarados, intercalados com dias regularmente nublados e chuvosos. A perfeição das condições climáticas surpreendeu a todos, especialmente após as pesadas chuvas entre os meses de Agosto e Setembro.

As uvas desta safra renderam ótimos resultados, e a desidratação dos frutos ajudou a alcançar níveis mais altos de maturação. A colheita começou entre 12 e 28 de Setembro.

Ao olfato, o novo Dom Pérignon Vintage 2002 conta com notas de amêndoas frescas em sua abertura, que se abrem imediatamente para acordes de limão e frutas secas, com leves nuances que se caracterizam como defumadas e tostadas.

Ao paladar, a presença do champagne é simplesmente cativante. O paradoxo entre a forte concentração e a suavidade cria sensações diferenciadas no interior da boca, aquecendo-o e dissipando energia e personalidade. O foco principal nas frutas é substituído por notas mais profundas. O resultado é um champagne perfeito, intenso e com uma elegante pitada amarga.

Richard Geoffroy, o chef de cave da maison Dom Pérignon, tem viajado ao redor do mundo apresentando o novo Dom Pérignon Vintage 2002. Dentre suas lembranças sobre esta safra especial, ele se recorda “da textura suave e emborrachada” do início da maturação, e “do aumento de densidade e caráter após alguns anos, lembrando a arrogante safra de 1996”. Em 2002, “o champagne mostrou evolução ao revelar uma complexidade de sabores e aromas ainda maior, mostrando opulência e plenitude ao atingir o período máximo de envelhecimento”.

Sem dúvida, o champagne Dom Pérignon Vintage 2002 é uma das perfeitas companhias para brindar 2013 com energias renovadas e muita sorte!

Cada uma das garrafas Magnum do champagne Dom Pérignon Vintage com 1.500 ml custa em média US$ 530.

Para saber mais sobre os saborosos champagnes Dom Pérignon acesse : www.domperignon.com .

Para ler mais notícias, clique em  blog.minasmaquinasautomoveis.com.br . Informações sobre a Minasmáquinas Automóveis visite nosso site. Siga-nos no Twitter e Facebook .

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
No Comments  comments 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *