Facebook RSS
Home Gastronomia Feliz Ano Novo! Taittinger Comtes de Champagne Rosé 2004
formats

Feliz Ano Novo! Taittinger Comtes de Champagne Rosé 2004

 

Durante o mes de dezembro fizemos uma série especial com dicas de champagnes e espumantes para o Reveillon. E para finalizar nossa sessão especial de Champagnes e espumantes para festas de fim de ano falaremos hoje do Taittinger Comtes de Champagne Rosé.

Fundada em 1734, a Taittinger é um das casas de champagne mais respeitadas em todo o mundo. Os 280 hectares de vinhedos estão distribuídos entre as melhores localizações da região de Champagne, o que garante um fornecimento regular de uvas de alta qualidade para a produção dos cuvées.

A Taittinger criou o cuvée Comtes de Champagne Rosé a partir da safra 1966 (lançado em 1972), como uma segunda opção ao Comtes de Champagne Blanc de Blancs, já explorado pelo Blog do Luxo em outra matéria.

 

O Comtes de Champagne Rosé é um cuvée excepcional, produzido em quantidades limitadas e apenas nos anos das melhores safras. O blend exclusivo de cerca de 30% de uvas Chardonnay com 70% das melhores uvas Pinot Noir da região de Champagne, confere o equilíbrio incomparável de sabores e nuances.

Oriundas de Côte des Blancs, onde os vinhedos foram classificados como 100% grand crus de acordo com uma escala da região de Champagne, as uvas Chardonnay conferem finesse e uma refrescância revigorante, oferecendo complexidade ao cuvée.

Já as Pinot Noir são uvas elegantes e de paladar bem estruturado, provenientes de grand crus de Montagne de Reims, especialmente dos vilarejos de Bouzy e Ambonnay, onde a Taittinger investe no aumento do excelente padrão de qualidade destas frutas a cada ano. Aproximadamente 15% das uvas Pinot Noir são utilizadas para fazer um vinho tinto que será adicionado posteriormente ao blend, conferindo consistência e o delicado tom rosáceo do champagne.

A safra de 2004 foi exuberante, apesar de suas condições climáticas instáveis. O frio inverno não contou com períodos intensamente gélidos. As temperaturas agradáveis e as poucas c

 

huvas da primavera fizeram com que a florada fosse longa, tendo início em meados de junho, quando o tempo ainda estava um pouco mais fresco. O verão teve poucos dias de sol fraco e estiagem até meados de agosto, o que fez com que o período de chuvas a partir daí beneficiasse as plantações. O retorno do sol em setembro trouxe dias mais quentes, favorecendo o amadurecimento das uvas. A colheita dos frutos começou no dia 20 de setembro com as uvas Chardonnay, e se mostrou uma das mais fartas da história de Champagne, com qualidade excepcional.

Para alcançar boa estrutura e longevidade, essenciais para um champagne sofisticado, apenas os sumos da primeira espremedura são utilizados. O suco é transportado para as instalações onde terá início o processo de fermentação a frio do mosto, sob condições controladas de temperatura. O vinho, então, repousará até o término da primeira fermentação no final do inverno.

O vinho tinto, extraído de cerca de 15% das uvas Pinot Noir é, então, adicionado aos barris para que tenha início o tratamento de coloração do cuvée, que segue para um segundo processo de fermentação já dentro das garrafas, no interior das caves Taittinger, entre 7 e 10°C, para que o vinho ganh

 

e corpo e refinamento. As propriedades espumantes se revelam juntamente com o brilho do champagne.

O envelhecimento por ao menos 5 anos nas caves, permite o desenvolvimento da complexidade dos aromas e a lapidação da estrutura dos cuvées Comtes de Champagne Rosé, produzidos exclusivamente pelas uvas Pinot Noir. As caves Taittinger datam do século XIII e pertenciam na Antiguidade à Abadia de St. Nicaise. Ali, cada etapa de produção é mantida intacta de acordo com as tradições da maison Taittinger.

O Comtes de Champagne Rosé 2004 é um típico cuvée Taittinger por sua rara elegância, seu sabor delicado e refinado, mas ao mesmo tempo com alto grau de complexidade.

 

A experiência de saborear este magnífico champagne aguça todos os sentidos. Ao servi-lo, as delicadas borbulhas em meio ao líquido levemente rosado despertam uma sensação de curiosidade e bem-estar.

Ao olfato, o cuvée Comtes de Champagne Rosé 2004 revela aromas complexos e sutis, que combinam frutas vermelhas como morangos selvagens, amarena e cassis. É possível sentir aflorar de forma coadjuvante, algumas notas frescas de alcaçuz e amêndoas.

Vibrantes, os acordes frutados são rapidamente intensificados ao paladar. O meio-palato é rico e estruturado, com um pouco de tanino e acidez remanescentes do cassis e das per

 

as, que o elevam a um patamar de sofisticação e persistência consideráveis. O encerramento é generoso e se mantém prolongado com equilíbrio e frescor inesquecíveis.

Por ser um champagne jovem, dotado de toda a classe e tradição da maison Taittinger, o cuvée Comtes de Champagne Rosé 2004 é próprio para ser servido em diversas ocasiões, tanto para cocktails e comemorações, como também para acompanhar refeições. É o par perfeito para sobremesas que levam frutas vermelhas ou salada de frutas, já que a leve acidez é compensada pelas notas adocicadas das frutas.

Cada garrafa sai a aproximadamente US$ 290, garrafa standard. Para saber mais sobre o champagne acesse www.taittinger.com .

Nós da Minasmáquinas Automóveis desejamos a todos vocês um 2013 maravilhoso cheio de paz.

Para ler mais notícias, clique em  blog.minasmaquinasautomoveis.com.br . Informações sobre a Minasmáquinas Automóveis visite nosso site. Siga-nos no Twitter e Facebook .

 

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
1 Comment  comments 

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *