Facebook RSS
Home Notícias Classe C Flex Fuel, uma inovação brasileira
formats

Classe C Flex Fuel, uma inovação brasileira

Publicado em 13 de abril de 2016 por em Notícias

O modelo mais vendido da Mercedes-Benz no Brasil, o Classe C 180, agora conta com a tecnologia flex fuel. A motorização não é apenas uma alternativa de energia menos agressiva ao meio ambiente, mas também proporciona poder de escolha de combustível ao usuário, oferecendo a mesma potência e torque projeto original.

minasmaquinas_classe-c-180

Tecnologia diferente, mesma potência

Os modelos flexíveis foram desenvolvidos exclusivamente para atender às demandas do mercado brasileiro. Possuem excelente desempenho, autonomia e, ainda, oferecem alternativas de combustíveis para reduzir os níveis de poluentes. Funções como o ECO start/stop e os diferentes modos de condução permanecem com suas características e funcionamento regulares, mesmo com a mudança de combustível. “A Mercedes-Benz se preocupa com o meio ambiente no mundo todo, e no Brasil não poderia ser diferente. Queremos proporcionar ao consumidor alternativas de abastecimento que sejam ecologicamente amigáveis e, ao mesmo tempo, acessíveis”, afirma Holger Marquardt, diretor geral Automóveis América Latina e Caribe da Mercedes-Benz.

Classe C, made in Brazil

A marca deu início à produção de automóveis no Brasil com a nova fábrica em Iracemápolis, localizada no interior de São Paulo. A planta foi inaugurada oficialmente no dia 23 de março e contou com a presença de representantes da Daimler AG, autoridades, fornecedores e imprensa. Os primeiros automóveis a sair da linha de produção são os carros-chefes de vendas, Classe C e, no 2º semestre, o GLA. Com isso, o Brasil será o quinto local de produção do Classe C e o primeiro mercado a oferecer o modelo com motorização flexível. Atualmente o veículo é fabricado na Alemanha, África do Sul, Estados Unidos e China.

Para saber mais sobre a Mercedes-Benz, não deixe de acompanhar nosso Facebook e acessar nosso site.

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
No Comments  comments 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *